6 de nov de 2007

Desejos


Vivemos numa sociedade consumista. Pessoas são movidas pelo desejo. Tudo à nossa volta é regido pelo "quero". O consumismo que rege o censo comum não interfere apenas nos expedientes profissionais, sociais, familiares ou religiosos. Mas, afeta a forma de como vemos a nossa sexualidade. Não raro, vemos em propagandas, outdoor's, filmes, literaturas e mídias em geral, concatenando o conceito de "desejo" com "sexo"! Quando ouvimos a frase "Desejos proibidos!" logo nos vem à mente qualquer desejo impenitente, ou qualquer fantasia concupiscente, sexo proibido, pensamentos proibidos!
Infelizmente, têm-se disseminado que o que é proibido, sim, isso sim é bom! O que nos leva a crer que Deus não é bom. "Ora, se sexo é bom e é proibido, é Deus quem proíbe o sexo, logo, Deus não é bom!" Nos dias de hoje é difícil fazer qualquer ligação entre Deus e sexo, devido à perversão de conceitos e idéias. Valores invertidos, moral deturpada, vãs filosofias e sofismas desta geração capitalista. A forma que o sexo é visto é totalmente contrária à proposta de um Deus sumamente bom!
De fato, a pornografia alcança tanto sucesso devido à nossa incansável busca de satisfazer nossos desejos. Quando não conseguimos controlar os desejos corremos o fatal risco de perder-nos de princípios realmente valorosos. Tornamo-nos escravos dos nossos desejos proibidos. Quando Jesus disse ao seu público fariseu que eles seriam livres se conhecessem a Verdade, a reação em massa foi de estupefação. "Como pode me dizer que serei livre? Vivo em um país democrático. Tenho liberdade de ir e vir. Liberdade de expressão e de opnião?!" Não podemos, porém, escapar da escravidão da corrupção política, do alcoolismo, do tabagismo e da compulsão por sexo!
Ponderemos, se realmente somos livres de nossos desejos! Quando estou sozinho com acesso a internet consigo deter meus desejos? Consigo impedir que minha mão me leve ao mouse e busque no Google: "loiras gostosas"? Você é realmente livre para usufrui do domínio próprio? Foi para a liberdade que Cristo nos libertou!
Quando direcionamos o foco de nossos desejos à cruz de Cristo conseguimos experimentar de fato o que é ser livre! Muitas vezes o que desejamos nos leva a morte. Esse é o salário do pecado! Quantos não padecem em uma cama com Aids por que deixaram ser dominados pelos desejos sexuais?! Quantos não enfrentam a rejeição e a falta de amor porque extrapolaram em seus desejos?!
A indústria pornográfica é movida por desejos de milhares de pessoas escravizadas em si mesmas!
Desejamos realmente ser libertos de nossos desejos concupiscentes?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fico muuuuuuuito feliz com a iniciativa de deixar seu comentário. Aqui você pode exercer sua livre expressão e opinião: criticar, discordar, concordar, elogiar, sugerir... pode até xingar, mas, por favor, se chegar a esse ponto só aceito ofensas contra mim (Thiago Mendanha) e mais ninguém, ok? rs