22 de dez de 2007

A Igreja está lá fora

Estava pensando em algumas coisas da minha vida que eu gostaria de ter feito e não fiz, uma delas foi quando cheguei aos 18 anos (muito tempo atrás), tinha uma vontade enorme de sair pelo mundo em cima de uma moto, com uma mochila cheia de esperanças e um violão, mesmo sem saber tocar. E depois de muito tempo, voltar pra minha casa e mostrar as aventuras que eu passei, os apertos, etc.

Era uma vontade de liberdade, de atitude, de ter uma resposta para as minhas perguntas e ninguém as respondia. Tá certo que o tempo passou e eu não realizei essa minha proeza, mas muita coisa eu aprendi nesse tempo.

Tenho visto pessoas que amam a Deus, buscam a sua palavra e vivem por ela, mas que não aguentam mais a estrutura ou a instituição igreja. Essas pessoas estão fora dos templos, dos arraiais dos santos… esperando respostas.

Enquanto vivemos tempos onde ser crente ou evangélico, é ter uma postura globalizada diante das situações da vida, ter jargões e clichês ao invés de verdades e respostas bíblicas, possuir uma mente cauterizada pelas tradições impostas e nunca questionadas.

Jesus disse: olhai e vede que o campo está preparado para a colheita. Isso nos dá conta de olhar para fora das nossas janelas, da nossa zona de conforto.

A igreja está lá fora, à margem da instituição estabelecida. Depende de como você enxerga. Se você olha pras pessoas e vê apenas pessoas, ou se você olha pras pessoas e vê alguém que precisa ter um contato com o Deus de amor, aceitação e inclusão?

Jesus também disse: “Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; Ensinando-os a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado;”

Sabe, talvez eu deveria voltar a pensar em andar por esse país, em busca de liberdade, não correndo atrás de repostas, mas na medida do possível, respondendo as perguntas, mas hoje não sairia com uma moto, mas com um Motohome, levando minha família, meus Cds, muita fé e uma Bíblia…

Texto retirado do blog Nitrogênio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fico muuuuuuuito feliz com a iniciativa de deixar seu comentário. Aqui você pode exercer sua livre expressão e opinião: criticar, discordar, concordar, elogiar, sugerir... pode até xingar, mas, por favor, se chegar a esse ponto só aceito ofensas contra mim (Thiago Mendanha) e mais ninguém, ok? rs