4 de jan de 2008

Notícias antecipadas

A rebelião no presídio foi debelada. Com as mortes, o ministro da justiça prometeu investir pesadamente na construção de outras unidades para aliviar a superpopulação carcerária.

O trânsito caótico da véspera do feriado bateu o recorde de todos os tempos. O governador prometeu acelerar as obras da construção do metrô antes que o colapso seja total.

Novas suspeitas foram levantadas sobre os recursos da igreja “X” que investe pesadamente na mídia e que não soube justificar tanto dinheiro.

O Vaticano manteve um silêncio estranho sobre as recentes denúncias de pedofilia que abalam mais uma vez a sua reputação; e se nega a dialogar sobre o fim do celibato.

O presidente eleito dos Estados Unidos fez um discurso triunfalista sobre a sua política de guerra preventiva contra o terror; prometeu que antes do final do seu mandato terá exterminado toda célula terrorista do globo.

Esta denúncia contra o deputado “X” abala seriamente o Congresso. Resta ver como o restante do parlamento reagirá diante destas graves acusações. Existe um clima de nervosismo e a nação espera que não acabe em pizza como nas últimas CPIs, que não deram em nada.

O Brasil tomou um susto com a notícia de que adolescentes indígenas são usadas por homens do garimpo como meninas de programa. Embora algumas ONGs, missões evangélicas e a própria CNBB venham denunciado essa prática, parece que a nação manteve-se anestesiada com tanto horror em terras brasileiras.

O tiroteio no morro assustou mais uma vez o Rio de Janeiro. Duas pessoas foram feridas com balas perdidas e o pequeno Josimar morreu com um tiro de AR15, fuzil amplamente usado pelo tráfico. A polícia prometeu uma severa investigação, já que há suspeita de que este conflito tenha sido desencadeado por policiais quando recebiam suborno de um traficante.

O presidente da República acaba de afirmar que o prometido “espetáculo do crescimento” tornou-se realidade. Com a divulgação do lucro dos quatro principais bancos nacionais, os críticos do Presidente questionaram se o tal “espetáculo” vai se restringir à Avenida Paulista.

As recentes investigações da Polícia Federal concluíram que a igreja evangélica “X” desviou fundos da Fundação “Y” para a campanha do vereador “Fulano”, eleito no mês passado. O pastor “Beltrano” foi preso, mas nega qualquer irregularidade.

A Marcha para Jesus deste ano bateu mais um recorde de público. Resta saber se a Parada Gay do próximo mês conseguirá superá-la. Aliás, essa corrida entre evangélicos e gays está divertidíssima.

O Corinthians precisa de um milagre para conquistar a última vaga da Segundona, e o direito de voltar à elite do futebol brasileiro.

Desejamos que neste último dia do ano bissexto de 2008, esqueçamos todas as nossa decepções. 2009 amanhecerá com esperanças renovadas.

Soli Deo Gloria.

Retirado do site do Ricardo Gondim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fico muuuuuuuito feliz com a iniciativa de deixar seu comentário. Aqui você pode exercer sua livre expressão e opinião: criticar, discordar, concordar, elogiar, sugerir... pode até xingar, mas, por favor, se chegar a esse ponto só aceito ofensas contra mim (Thiago Mendanha) e mais ninguém, ok? rs