18 de fev de 2008

Igreja 2.0


Há um tempo já não sei o que é ser membro de uma igreja local. São várias as circunstâncias e as variáveis que me impediram e, ainda impedem, de freqüentar uma denominação qualquer.
Estou analisando ainda se esclareço aqui no blog toda a minha situação eclesiástica, por assim dizer. Visto que é de cunho muito pessoal talvez não seja muito viável. Mas, o amanhã não me pertence e talvez seja um alento poder desabafar...

O que quero dissecar é sobre minha experiência com a Igreja 2.0! Não é nenhuma nova denominação. Também não é nenhum novo movimento ou "mover de Deus para esta geração"! A Igreja 2.0 é fato! É uma realidade (virtual) que está tomando grandes proporções. Com todo o advento da tecnologia e da Grande Rede (a Internet) criam-se novos conceitos de relacionamento, de compartilhamento, de troca de informações. Comunidades tomam uma esfera mais ampla e abstrata de níveis praticamente ideológicos.

Serviços na web como Orkut, MySpace, Flickr, Blogs, Fotologs, MSN, GoogleTalk e, agora o mais recente serviço de relacionamento Yeh'Church, nos mostram o quanto têm crescido essa nova concepção de interação via web. É um mundo totalmente virtual. Um termo bastante difundido é Second Life. Traduz bem a maneira como as pessoas adeptas da Web 2.0 entendem toda a interatividade da relação entre a vida real e a vida virtual.

Esta geração experimenta as mudanças no modo de viver com a conseqüente virtualização da vida. Termos como Online, Offline, E-mail, Blog, Site e outros tem-se tornado intrínsecos na nossa rotina. São mudanças rápidas. É um novo mundo se formando diante de nossos olhos.

Transformações como estas geram algumas questões essenciais:

Quais as implicações de uma vida virtual?

Quais as regras de um relacionamento na web?

Como medir a autenticidade de indivíduos inseridos nessa realidade virtual?

Qual o limite para a proximidade real com pessoas virtuais?

Quais as necessidades de uma pessoa virtual?

São várias as indagações reflexivas, filosóficas e psicológicas que fazem jus a esta temática. São detalhes dos quais devemos estar prevenidos e atentos. Há muitas pessoas que se aproveitam da ingenuidade de outras para manter relações com segundas e más intenções. Como não era de se espantar, como na vida real temos crimes, na vida virtual também existem crimes. E o pior, crimes que tornam-se reais por meio das ferramentas que a Internet provê.

A Igreja também pode ser percebida nessa nova realidade. Aliás, o nível de compartilhamento de idéias, de experiências e exortações, temo, parece exceder em muito o tipo de "edificai uns aos outros" de uma igrejinha local. Transcrevo meu próprio parecer quanto a isso: Tenho encontrado na Web 2.0 um repositório rico de estudos, testemunhos, idéias, experiências e camaradagem entre membros desse Corpo místico, a Igreja. Pessoas que, indiferentemente das tradições, costumes e denominações, tem edificado umas as outras. Pessoas que tem distribuído conhecimento, decepções, confissões, frustrações e alegrias através de cabos e modems.

Encontrei na Igreja 2.0 uma forma de comungar. Não substitui a necessidade de calor humano.
Uma mesa e uma ceia com amigos e irmãos reunidos ao nome do Senhor Jesus ainda me é de uma falta tremenda. Mas, não quer dizer que vou encontrar isso dentro de um santuário durante uma liturgia qualquer. Esse modelo vigente no Cristianismo Institucional não me atrai mais. Aliás, penso que não suportaria mais fazer parte de algo tão longe da simplicidade de uma reunião NeoTestamentária. Contudo, confesso que encontrar pessoas com um coração simples e desvencilhado de Tradicionalismo e Religião, dispostos a meramente seguir os princípios de Cristo, os mais simples preceitos da Igreja cheia do Espírito e liderada única e exclusivamente por Ele, não tem sido uma tarefa fácil. Percebo na Igreja 2.0 pessoas que partilham desse ideal e condutas cristãs e conseguem transparecer toda a eficácia e frutificação desse modo de ser Igreja. E confesso sentir uma certa inveja destes. Oro para que o Pai possa me conduzir - ou conduzir a mim - pessoas que querem viver a fé simples de um Evangelho simples de um Cristianismo puro. Então assim, possa sentir a alegria de reunir com irmãos e cantarmos canções, proclamarmos poesias, profetizarmos, exortamo-nos uns aos outros, e edificar-nos-uns aos outros com a Palavra de Deus, com testemunhos e a liderança do Espírito Santo. Ceiarmos e confraternizarmos a mesma fé, a mesma esperança e adorarmos o mesmo Senhor, a saber Jesus Cristo Filho de Deus.

Há momentos em que sinto que é uma utopia em meu coração, mas, a cada dia vejo que essa realidade que hoje experimento, a Igreja 2.0, pode invadir minha vida real. E afetar meu cristianismo de verdade, e fazer-me amado pelos meus irmãos no Sangue salvos e remidos. Sei que o que vivo hoje é uma fase. E, que como num deserto estou habitando numa tenda, a caminho da terra prometida. Lugar onde repousarei com meus irmãos peregrinos.

Importa-me, porém, prosseguir rumo ao Autor e Consumador da minha fé, Jesus Cristo, esquecendo-me das coisas que para trás ficam e fitando apenas a coroa da soberana vocação. Que eu possa continuar no Caminho, na Verdade e na Vida. Em detrimento das tantas acusações e falácias que investem, e das rotulações e estereotipações que querem forçar-me a carregar, sou Teu discípulo Jesus. E sei que Tu conheces os Teus...

Resta-me apenas aproveitar e aprender com meus irmãos espalhados por todo este mundo. Dos quais a Igreja 2.0 me permite "comungar" e virtualmente interagir. Perceber que posso ser ouvido e ouvir por membros do Corpo que não fazem distinção de placas e fardos denominacionais.

Agradeço a todos estes irmãos que me lêem e que também os leio. Todos estes que em detrimento de suas vidas reais, conseguem transferir um pouco dessa vida nascida do Espírito para a Igreja 2.0. E, que por ela edificam e motivam a Caminhada cristã livre de pesos mortos da Vã Religião e dos Sistemas do homem de manipulação da fé e, que tentam manipular o próprio Deus.

Aos meus brothers da Igreja 2.0... Graça e paz!


P.S. Para entender mais sobre Igreja 2.0 leia no blog do Jota.

3 comentários:

  1. Já que não somos ilhas, precisamos estar conectados...

    ResponderExcluir
  2. Ooi Thiago !!
    Ja leio seu blog há um bom tempo...
    e sempre me endentifico muito com jeito que voce fala sobre diversos assuntos...
    Bom entao to passando pra te desejar tudo de bom, e alias torço muito por vc e pela sua noiva , achei lindo a postagem sobre o namoro de vcs...

    ...e agora criei um blog pra mim tbm... depois visita la...

    http://fernanda-princess.blogspot.com/

    BJOSS

    ResponderExcluir

Fico muuuuuuuito feliz com a iniciativa de deixar seu comentário. Aqui você pode exercer sua livre expressão e opinião: criticar, discordar, concordar, elogiar, sugerir... pode até xingar, mas, por favor, se chegar a esse ponto só aceito ofensas contra mim (Thiago Mendanha) e mais ninguém, ok? rs