17 de mar de 2008

O Papa mudou a minha vida...

Jesus LEgal

Eu pensei que fosse católica. Tudo bem que não fui batizada, não fiz primeira comunhão, nem crisma. Bem, mas já pisei na igreja umas três vezes na vida, limpava diariamente uma imagem de São Francisco (não lembro agora se de Assis ou das Chagas) que meu pai tinha pendurado na sala de casa, até hoje faço o sinal da cruz frente a um cemitério ou de uma igreja, também já participei de uma procissão em homenagem à Nossa Senhora (também não lembro da santa, mas sei que era uma das mil mães que Jesus tem). Este foi o meu pouco contato com a igreja, mas eu sabia que isso era suficiente para responder a alternativa católica ao recenseador, caso ele resolvesse aparecer algum dia.

Bem, o Brasil leva a fama de país mais católico do mundo graças à pessoas iguais a mim, ou pelo menos levava, pois algo me diz que a vinda do papa ao país começou a mudar a minha vida. Com certeza foi gratificatnte para mim assistir 24horas de programação na TV, mostrando o papa sentado olhando as pessoas se apresentarem e o venerarem enquanto ele tentava recitar algumas palavras.

Com a vinda do papa soube que eu tava um pouquinho distante do que Vossa Santidade esperava de nós. Há algum tempo eu soube que ele era homofóbico, mas não pensei que a opinião pessoal dele tivesse que ser observada pelo resto da humanidade.

A vinda do papa mudou minha vida e ainda bem que a ciência está aí para reparar certos errinhos. Depois que eu fizer uma cirurgia pretendo viver a castidade como manda o figurino da igreja e assim que casar com o homem eleito por Deus, pretendo continuar observando às regras da igreja, fazendo valer a palavra de que haja ato sexual só com o propósito da criação. É que a terra está pouco povoada e existem tão poucas pessoas passando fome e com problemas na terra que devo ter filhos por mim, pelas freiras e pelos padres que fizeram voto de celibato. Sim, imagino que terei muitos filhos pois o modo aconselhado pela igreja para evitá-lo, a famosa tabelinha, parece um pouco inadequado para mim que não tenho o ciclo menstrual regular. Caso tenha uma gravidez sem está preparada, sei que a igreja vai me ajudar bastante e não apenas com sermõezinhos sobre amor, mas principalmente com dinheiro, porque para que gozaria a igreja de tanto luxo senão para cuidar de seus fiéis que de tão bom grado obedecem às suas modernas leis?

A vinda do papa mudou minha vida, ele veio me trazer mais uma opção de santo com a canonização do Frei Galvão. A vida de milhões de brasileiros mudou com esta informação. Graças a Bento XVI temos um santo desta terrinha, na verdade acho que o verdadeiro santo é o papa, pois foi um milagre encontrar um nessas bandas. Agora que ele permite vou preparar um altar para o frei. Como ele é novo, ainda não deve ter muitos devotos, assim a fila de pedintes não deve está grande e eu tenho mais chances de ter os pedidos respondidos. O legal da igreja católica é que embora se denomine monoteísta, ela nos oferece um leque de nomes para serem adorados, OPS! venerados (embora o dicionário afirme qie venerar é o mesmo que adorar e vice e versa). Então a gente pode pedir milagre para pelo menos dez santos de uma vez que a probabilidade de resposta é maior. Difícil é depois saber qual deles responderam à prece e como pagar a promessa? a gente pode não pagar com o pretexto de não saber ao certo que nos concedeu a bênção, boa desculpa, eles são bonzinhos, não vão se vingar como os deuses gregos.

A vinda do papa mudou minha vida porque mostrou que o nosso país é laico, tudo bem que o país quase parou para recebê-lo, mas o nosso presidente fez questão de mostrar que existe separação entre Igreja e Estado, tudo bem também que foi porque estava em frente dos jornalistas, mas eu acredito (tá finjo acreditar, poxa eu tento). Creio que se fosse um grande líder do Candoblé, do Vodu, ou evangélico, judeu, hindu, mulçumano, hindu, budista, espírita, etc., seriam bem recepcionados, com feriado e tudo, pois apesar de sermos o país mais católico do mundo (não esqueçam, iguais a mim) nosso amado país é laico (não esqueçam, como o presidente falou). Apesar disto V. santidade chegou como um fiscal, para checar como o país estava sendo governado e se as leis estavam contrárias à sua vontade. Só se interessou por um tal ministro que pretende discutir sobre aborto. Não recriminou a corrupção, violência ou outros assuntos.

A vinda do papa mudou minha vida porque ele veio como chefe de Estado, assim imagino que a conversa tenha sido muito proveitosa para falar sobre negócios, comércio, exportações embora eu não saiba o que o Vaticano tenha para negociar conosco. Mas confio no papa, ele não viria em vão.

O papa mudou minha vida porque me fez perceber que, ou me adapto às regras que nós damos um jeitinho de maquiar conforme nossos interesses ou devemos abandonar de vez essa fé. Creio que se para ser católico precisasse seguir todas a regras, a igreja perderia boa parte de seu rebanho, inclusive eclesiástico.

Eu pensei, pensei e achei mais fácil procurar outra religião, afinal somos pós modernos e temos muitas opções. inclusive para a fé. Sabemos que existe uma emisora que embora fale em um país de diversidade, insiste em tentar nos tornar iguais, e uma das maiores provas foi essa, pois mesmo sabendo que não condizemos com o que a igreja prega, procura declarar a fé por nós. Tal como na política ao almejar que votemos na mesma pessoa (mesmo falando em democracia), tal como nos aponta qual time torcer, um time do Rio tão falido como a igreja, ela espera que profecessos a mesma fé. IHHH! acho que a conversa tá ficando pesada, melhor parar por aqui, não quero tocar no ponto fraco das pessoas: Política, Futebol e Religião.

Mas vá em paz Bento XVI e volte sempre que quiser. A vida continua com sua partida e a gente vai tentar seguir os seus conselhos. Se nos esquecermos você retorna e nos relembra novamente.


Inspiração: Ora, ora, só podia ser o papa mais minha infância, não pdoeria perder a oportunidade né?

Imagem: JesusLegal, não sei de quem é, mas lembro que vi pela primeira vez no filme Dogma de Kevin Smith.

Gerlandy Leão

Fonte:Contos da Serpente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fico muuuuuuuito feliz com a iniciativa de deixar seu comentário. Aqui você pode exercer sua livre expressão e opinião: criticar, discordar, concordar, elogiar, sugerir... pode até xingar, mas, por favor, se chegar a esse ponto só aceito ofensas contra mim (Thiago Mendanha) e mais ninguém, ok? rs