10 de abr de 2008

Rabino na alfaiataria

Na alfaiataria entra um padre e encomenda uma batina. Quando vai buscá-la:

— Quanto lhe devo?

— Nada não, senhor. Eu não costumo cobrar para religiosos.

O padre agradece, surpreso, e alguns dias depois envia-lhe um lindo crucifixo.

Dias depois, um pastor evangélico lhe encomenda um terno:

— Quanto ficou o serviço?

— Nada não, senhor. Eu não costumo cobrar para religiosos.

O pastor agradece e, dias depois, lhe envia uma Bíblia como presente.

Depois é a vez de um rabino:

— Quanto lhe devo? — pergunta ele, na hora de retirar a encomenda.

— Nada. Eu não costumo cobrar para religiosos!

No dia seguinte, o rabino envia-lhe outro rabino.

Autor: Desconhecido[via Ateus do Brasil]

Um comentário:

Fico muuuuuuuito feliz com a iniciativa de deixar seu comentário. Aqui você pode exercer sua livre expressão e opinião: criticar, discordar, concordar, elogiar, sugerir... pode até xingar, mas, por favor, se chegar a esse ponto só aceito ofensas contra mim (Thiago Mendanha) e mais ninguém, ok? rs