20 de mai de 2008

Coração de pedra

Ali é o lugar ideal pra quem quiser se esconder e ser mais um na multidão.

Ali é onde os homens se abraçam mas, na hora de pagar o preço, lavam as mãos.

Ali é onde todos se encontram mas acabam se perdendo por achar que são invencíveis.

Ali não há lugar pra tristeza, pra angústia, pra dor ou pra gemidos inexprimíveis.

Deus não habita mais em templos feitos por mãos de homens.

Deus não será jamais acorrentado às paredes de uma religião.

Deus não habita mais em templos feitos por mãos de homens.

Deus não será jamais enclausurado na escuridão de quem ainda tem um coração de pedra.

Ali ninguém conhece a essência, tão somente a aparência de viver em comunhão.

Ali é onde os loucos se entendem, onde os sábios se prendem ao valor da tradição.

Um falso paraíso presente, um fanatismo distante, um cristianismo sem direção.

Ali é onde todos proíbem, onde todos permitem, onde são assim, nem "sim" nem "não".

Que vença, mesmo que haja desavença, todo aquele que repensa na crença da onipresença de Deus.

Sejamos coerentes, transparentes, reluzentes, conscientes, todos crentes que somos os filhos seus.

Na rua, no trabalho, na escola, na loja, na padaria, no posto, na rodovia, na congregação.

Que haja em nós o mesmo sentimento: que Deus habite em nosso coração!


Coração de pedra, João Alexandre [via Marco.maps]

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fico muuuuuuuito feliz com a iniciativa de deixar seu comentário. Aqui você pode exercer sua livre expressão e opinião: criticar, discordar, concordar, elogiar, sugerir... pode até xingar, mas, por favor, se chegar a esse ponto só aceito ofensas contra mim (Thiago Mendanha) e mais ninguém, ok? rs