24 de jun de 2008

Graça?! Difícil é estar com ela...

A hipocrisia cristã é extremamente cansativa.

Aliás, toda hipocrisia, toda mentira ou falsidade é cansativa, mas no caso da cristã, ela é mais do que isso, ela chega a ser terrível, pois se "finge" em nome de Deus.
Vejo igrejas fechando as portas por causa disso. Vejo pastores se traindo em suas mais gritantes convicções, homens gananciosos de poder se auto ungindo-apóstolos, bispos, reverendos, etc.
Vejo as ovelhas famintas sendo enganadas com alimentos que não sustentam , e o pior, vejo os poucos que se levantam a favor do verdadeiro evangelho sendo excluídos, dissolvidos, caluniados e muitas vezes assassinados espiritualmente.
Eu, particularmente, creio que Deus está a fazer algo grande e poderoso. Creio que Deus está limpando, ainda que haja sofrimento e decepções, mais a frente entenderemos o agir de Deus. Preciso e quero crer nisso.
Olho para nossas igrejas e vejo que não sabemos amar, não conseguimos perdoar, e muito menos caminhar pelo caminho da Graça.
A grande maioria de nós está presa a Lei do pecado, está sujeita a maldições, vive num antigo e conflitante testamento, age como feiticeiros-evangélicos cheios de mandingas, campanhas e receitas para expulsar demonios, conseguir a vitória, sair da pobreza, conquistar a pessoa amada, etc, etc, etc.
Onde está a graça?
Com quem está guardada a verdadeira Fé?
Será que entendemos o verdadeiro significado do sacrifício de Cristo ?
De que serviu a Cruz?
E a vida abundante, o que aconteceu com ela?
Onde está o amor aos pobres, aos encarcerados, as viúvas e órfãos e ao próximo?
O que fizemos com o despreendimento, com o voluntarismo e com a generosidade ?
Onde colocamos o amor despreconceituado e pacífico de Cristo ?
O que fizemos com seus ensinamentos?
Temos transformado a Palavra de Deus, temos moldado seus dizeres a nosso favor. Usamos de versículos bíblicos para acusar, maltratar, julgar e condenar.
Não conhecemos e nem vivemos a graça de Deus, seja em nós ou no próximo.
Percebo que só aceitamos a graça se essa for favorável aos nossos interesses, a nossa doutrina, aos nossos pensamentos, caso contrário não é graça.
Nos julgamos superiores, especiais, espirituais, recheados de dons sobrenaturais, mas agimos com a mais sórdida pequenês humana, com a mais grossa raíz do pecado.
Onde estão os transformados, para onde foram os reformados, o que foi feito do amor que ama de fato e não de palavras ?
Onde está a igreja que é corpo, que tem como cabeça a Cristo?
Ainda não desisti da igreja, mesmo que encontre em minha lógica todos os motivos para isso.
Ainda não desisti da igreja porque sei que existem muitos que como eu tem gritado aos quatro ventos contra a hipocrisia eclesial.
Ainda não desisti da igreja porque creio num Deus maior do que os interesses humanos e sei que ELE está a fazer algo.
Ainda não desisti da igreja porque como diz Phillip Yancey em "Maravilhosa Graça", a igreja apesar de seus incontáveis erros ainda é a porta de entrada para o conhecimento da graça.
Ainda não desisti da igreja porque conheço alguns poucos homens que ainda podem ser chamados "Homens de Deus".
Ainda não desisti da igreja porque Cristo vive em mim.
Sempre que posso eu grito, e quando não posso falo, escrevo ou sussurro, mas me calar jamais.
Que Deus nos abençoe, e que tenha misericórdia de nós.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fico muuuuuuuito feliz com a iniciativa de deixar seu comentário. Aqui você pode exercer sua livre expressão e opinião: criticar, discordar, concordar, elogiar, sugerir... pode até xingar, mas, por favor, se chegar a esse ponto só aceito ofensas contra mim (Thiago Mendanha) e mais ninguém, ok? rs