29 de set de 2008

Jesus está namorando...


- Bom, Mack, nosso destino final não é a imagem do Céu que você tem na cabeça. Você sabe, a imagem de portões adornados e ruas de ouro. O Céu é uma nova purificação do universo, de modo que vai se parecer batante com isso aqui.

- Então que história é essa de portões adornados e ruas de ouro?

- Esta, irmão - começou Jesus, deitando-se no cais e fechando os olhos por causa do calor e da claridade do dia -, é uma imagem de mim e da mulher por quem sou apaixonado.

Mack olhou para ver se ele estava brincando, mas obviamente não estava.

- É uma imagem da minha noiva, a Igreja: indivíduos que juntos formam uma cidade espiritual com um rio vivo fluindo no meio e nas duas margens árvores crescendo com frutos que curam as feridas e os sofrimentos das nações. Essa cidade está sempre aberta e cada portão que dá acesso a ela é feito de uma única pérola... - Ele abriu um olho e olhou para Mack. - Isso sou eu! - Ele percebeu a dúvida de Mack e explicou: - Pérolas, Mack. A única pedra preciosa feita de dor, sofrimento e, finalmente, morte.

- Entendi. Você é a entrada, mas... - Mack parou, procurando as palavras certas. - Você está falando da Igreja como essa mulher por quem está apaixonado. Tenho quase certeza de que não conheço essa Igreja. - Ele se virou ligeiramente para o outro lado. - Não é certamente o lugar aonde eu vou aos domingos - disse mais para si mesmo, sem saber se era seguro falar em voz alta.

- Mack, isso é porque você só está vendo a instituição, que é um sistema feito pelo ser humano. Não foi isso que eu vim construir. O que vejo são as pessoas e suas vidas, uma comunidade que vive e respira, feita de todos que me amam, e não de prédios, regras e programas.
Mack ficou meio abalado ouvindo Jesus falar de "igreja" desse modo, mas isso não chegou a surpreendê-lo. De fato, foi um alívio.

- Então como posso fazer parte dessa Igreja? Dessa mulher pela qual você parece estar tão apaixonado?

- É simples, Mack. Tudo só tem a ver com os relacionamentos e com o fato de compartilhar a vida. É exatamente o que estamos fazendo agora, simplesmente isso, sendo abertos e disponíveis um para o outro. Minha Igreja tem a ver com as pessoas e a vida tem a ver com os relacionamentos. Você pode construí-la. É o meu trabalho e, na verdade, sou bastante bom nisso - disse Jesus com um risinho.

Para Mack essas palavras foram como um sopro de ar puro! Simples. Não um monte de rituais exaustivos e uma longa lista de exigências, nada de reuniões intermináveis com pessoas desconhecidas. Simplesmente compartilhar a vida. [continua...]

A cabana de William P. Young, p. 164,165

6 comentários:

  1. Topa parceria amigo... ? visita meu blog, http://www.insanidadeshumanas.blogspot.com/

    T_+

    ResponderExcluir
  2. Muito legal esse trecho do livro. Li sobre ele ontem no blog do Sandro Baggio e já comprei.

    ResponderExcluir
  3. Parece que faltou um comentário seu para explicar a ironia do post contida no título e na foto.

    ResponderExcluir
  4. Será que precisa, Monique?! Acho que assim perderia a graça da ironia. Sei lá, como explicar piada...

    ResponderExcluir
  5. Para mim, sua ironia mostra que você discorda do que diz o Jesus do livro. Só que eu acho que vi você indicar este livro aqui e pensei que você gostasse dele, incluindo essa parte... mas isso não faz sentido diante da ironia, ou melhor, sarcasmo do post.

    ResponderExcluir
  6. Não, monique. Não discordo do diálogo do livro. Na verdade, pensando bem, não há ironia nenhuma partindo do pressuposto que a Igreja, noiva de Cristo, formada por pessoas inerentemente pecadoras, infiéis, maculadas e que precisam ser lavadas no Sangue do Cordeiro.

    Mas, talvez não tenha entendido bem o que você enxergou, se puder explicar melhor.

    Abraços!

    ResponderExcluir

Fico muuuuuuuito feliz com a iniciativa de deixar seu comentário. Aqui você pode exercer sua livre expressão e opinião: criticar, discordar, concordar, elogiar, sugerir... pode até xingar, mas, por favor, se chegar a esse ponto só aceito ofensas contra mim (Thiago Mendanha) e mais ninguém, ok? rs