7 de set de 2008

Porque saí da "i"greja?

Ultimamente, essa pergunta martelou muito a minha mente. Aliás, para os que ainda não sabiam, devo lhes dizer que eu saí da igreja! E nunca pensei que poderia dizer isso um dia com tanta paz e amor no meu coração...

Escrevi alguns textos, mesmo quando estava lá dentro, discorrendo sobre as indignações que me surgiam à medida que cresciam em mim o auto-conhecimento e a vontade de servir a Deus sem hipocrisia, como eu achava que podia fazer, enquanto tentava fazer. E, aconteceu que, os que conseguiram e conseguem se enxergar pelos meus relatos – relatos de um impostor ativo – já se sentiram na liberdade de abrir um pouco seus corações em conversas francas e sinceras comigo, sem me julgar dizendo que eu estou julgando os outros ou que estou contra o sistema igrejeiro do Senhor; contudo, os que não conseguem acreditar em um Jesus fora das igrejas acham que estou lutando para derrubar “a obra” do Senhor ou, no mínimo, que eu "desviei".

Escrevo agora com o intuito de explicar um pouco do que se passa dentro de mim que me fez desistir desse sonho americano de “parecer à excelência de Deus”, tentando glorificá-lo com uma vida de mesquinharia, ingratidão, fascismo, bajulação, mentiras, fofocas, contendas, e lá vai um monte de entulhos que nos barram na caminhada religiosa em busca do Deus que tanto ouvimos falar.

Não estou julgando as pessoas agregadas às instituições igrejeiras!

Não estou contrariando minha própria maneira de pensar quando digo que não devemos deixar o amor para amanhã!

Ah, e não estou dizendo isso só para o pastor da igreja que eu freqüentava ou só para seus membros! Estou dizendo para todos que queiram ouvir! - Estou frisando isto porque o próprio pastor ao qual me referi me questionou isso há uns dias; daí o cuidado para que não pensem o que eu não disse e o que não estou dizendo.

Eu desisti dos evangélicos! Essa é a verdade e eu não quero mais ter que esconder as verdades para parecer uma ovelhinha.

Muitas pessoas têm bons relatos de experiências que viveram dentro das igrejas protestantes, inclusive eu, mas foram anos e anos vivendo desses relatos, do leite que um dia eu tomei por alimento. Eu não condeno as pessoas que fazem parte das igrejas, eu condeno a depreciação do pensamento cativo ao Espírito que a maioria vive. Pessoas vivendo pelo falatório do outro. E o engraçado é que a Bíblia nos alerta a estudar e ter conhecimento de Deus, da Sua palavra, e muitos líderes e entusiastas pregam que não devemos aplicar nossa capacidade de compreensão aos mistérios de Deus, como se a inteligência de cada um tivesse que ser definhada em nome dos mistérios e ninguém pudesse viver o conhecimento do Espírito. E quando eu digo isso não falo sobre tudo o que você já aprendeu ouvindo um pastor ou um outro pregador falar, eu falo de aprendizado que vem do alto! Aprendizado não confiado em homens mas em Deus, pelo Espírito Santo. E mais conflitante ainda é quando somos levados a entender na palavra de Deus que somos seres adoradores, e que devemos amar e adorar ao Pai em espírito e em verdade, de todo o coração e de todo o entendimento.

É isso que eu critico, e foi por isso que eu enojei a igreja!

Como eu já falei em outros textos, a igreja, como instituição, é a-bíblica. A-bíblica porque não é mencionada na Bíblia, em nenhum lugar! Os protestantes não são mencionados na Bíblia em nenhum lugar! Tão quanto os Católicos e os infindáveis títulos institucionais religiosos “sem fins lucrativos”.

O escritor do livro de I Coríntios, por exemplo, se referia várias e várias vezes ao povo de Deus, seguidores de Jesus, como igreja, e dizia no plural para distinguir os grupos que se reuniam (congregavam) em diferentes lugares. Era igreja de Éfeso, de Gálatas, etc... Não haviam divisões e se preocupavam para que elas não acontecessem, como você pode ler no capítulo 3 de IConríntios. Eram comunidades do Senhor, igrejas do Senhor, como o próprio Deus destacou ao dizer que a Igreja é a Noiva de Jesus e que Ele virá para buscá-la!

Sua denominação, meus queridos, não é a igreja do Senhor! Eu sinto muito! E sei que dói ouvir isso, como me doeu quando eu descobri.

O santuário do Senhor são os Seus filhos, e os filhos do Senhor são aqueles que não só crêem em Jesus mas que vivem imitando os Seus passos, mesmo que tropecem e caiam a toda hora, mesmo com toda a tentação à mente e com tanto desmerecimento desse amor. E você pode confirmar isso ainda em I Coríntios 3, versículos 16 e 17, que diz:

Vocês não sabem que são santuário de Deus e que o Espírito de Deus habita em vocês? Se alguém destruir o santuário de Deus, Deus o destruirá; pois o santuário de Deus, que são vocês, é sagrado.

Não sou eu quem estou dizendo isso, amados. Eu só estou fazendo como os apóstolos da igreja primitiva faziam, criticando as mazelas e alertando sobre as falsas ideologias e práxis Cristãs, provenientes do sentimento de evasão que gerou toda a divisão e deturpou a real Igreja de Cristo!

Somos instruídos a andar debaixo da lei dos homens e de Deus, e não podemos usar uma para anular a outra, como Jesus bem atestou aos fariseus que o importunavam. Por isso, não julgue a mim se você faz parte dos sistema igrejeiro moderno, e não julgue as pessoas que vivem debaixo da repressão religiosa imposta pelas doutrinas de homens se você não faz parte desse grupo. Mas aprenda a julgar as causas uns dos outros, como somos instruídos em I Coríntios 4. Aprenda a impôr a sua opinião contra o sistema não se esquecendo de amar as pessoas.

Enfim, eu saí da igreja porque esse sistema não é a Igreja de Jesus, porque a Bíblia já fala o que é a Igreja de Jesus e não fala dessas instituições. Agora me sinto muito mais da Igreja de Cristo, porque sei que o meu coração é dEle, minha vida é dEle e que eu o amo tanto quanto tenho aprendido a amar as pessoas, independentemente do que sejam ou foram. E vou assim, sem título de protestante ou católico ou isso ou aquilo... Vou seguindo os passos de Jesus... Caindo.. Chorando... Mas sempre levantado por Suas mãos e consolado em espírito pelas dores desse mundo.

Lindoélio Lázaro no blog O's Lázaro's

4 comentários:

  1. Oi Thiago, td bem?? Meu nome é Simone e à alguns meses tbm saí da igreja, pois percebi que estava enganando a mim mesma e tentando enganar a Deus, Descobri, que eu sou a igreja e que não quero ser mais manipulada com regras e normas, pois sei que meu Deus me escolheu e que servi lo não é somente cumprir metas.. ainda estou " me descobrindo" e descobrindo uma forma de fazer a vontade de Deus sem ser um robozinho de fazer o bem... se puder, gostaria que me ajudasse, sei lá, ... email simone.s.leonel@hotmail.com

    ResponderExcluir
  2. interessante ...........vou pensar e ler mais sobre o assunto, mas será que sair da igreja é a melhor solução???????e a comunhão?????o estar juntos????não sei, me parece questionável, ainda não tenho essa coragem, será coragem??? não sei se esse é o termo.rsrs

    ResponderExcluir
  3. Olá thiago, meu nome é simone, escrevi este comentario do dia 8 de agosto de 2009, se possivel,gostaria que o excluisse, ja se passaram qse dois anos, e o meu pensamento e coração estão mudados... Agora entendo a importancia da igreja em minha vida. E estou muito feliz e em paz!
    Desde já, obrigada!

    ResponderExcluir
  4. Bom realmente é verdade que a igreja de Cristo não são as denominações e nem tão pouco os templos e salões contruídos por elas. Conforme bem foi escrito a igreja somos nós, concordo plenamente. só trago uma reflexão, nosso mestre Jesus quando estava neste mundo juntou a si um grupo de Apostolos e discipulos, esteja junto a eles os ensinou a estar juntos. Não devemos viver realmente as regras congregacionais meramente humanas, mas é necessário congregar, estarmos juntos para louvar ao Senhor e fazer brilhar no mundo a luz do verdadeiro Evangelho de Cristo. Sem rotulos, sem marcas, mas juntos.

    ResponderExcluir

Fico muuuuuuuito feliz com a iniciativa de deixar seu comentário. Aqui você pode exercer sua livre expressão e opinião: criticar, discordar, concordar, elogiar, sugerir... pode até xingar, mas, por favor, se chegar a esse ponto só aceito ofensas contra mim (Thiago Mendanha) e mais ninguém, ok? rs