15 de out de 2008

Todos os caminhos levam a Deus?


- OS QUE ME AMAM estão em todos os sistemas que existem. São budistas, mórmons, batistas ou muçulmanos, democratas, republicanos e muitos que não votam nem fazem parte de qualquer instituição religiosa. Tenho seguidores que foram assassinos e muitos que eram hipócritas. Há banqueiros, jogadores, americanos, iraquianos, judeus e palestinos.


Não tenho desejo de torná-los cristãos, mas quero me juntar a eles em seu processo para se transformarem em filhos e filhas do Papai, em irmãos e irmãs, em meus amados.


- Isso significa que todas as estradas levam a você?


De jeito nenhum - sorriu Jesus enquanto estendia a mão para a porta da oficina - A maioria das estradas não leva a lugar nenhum. O que isso significa é que eu viajarei por qualquer estrada para encontrar vocês.


William P. Young em "A Cabana" - Sextante - p. 168-169.


Fonte: Ricardo Godim [via Princess Blog]

3 comentários:

  1. Não importa a o lugar e situação, o caminho, a verdade e a vida é JESUS!

    ResponderExcluir
  2. "O que isso significa é que eu viajarei por qualquer estrada para encontrar vocês".

    Histórias mitológicas podem virar verdade com o passar dos tempos. Qualquer hipótese ou teoria precisa ser testada e (a)provada passando pelo crivo da razão. O mito de um messias pode ser cativante para muitos, mas se torna uma mera hipótese numa análise racional.

    O antigos faraos deixaram seus vestígios; Julio Cezar, um imperador romano, escreveu livros; porém não há um fio de cabelo que comprove a existência histórica de Cristo. Nenhum escritor "pagão" escreveu algo sobre "ele", ou seja, apenas os tais discípulos é que o conheciam.

    Com a morte, e suposta ressureição, é que o tal Cristo começou a ser tornar conhecido fora da Palestina.

    Quando a Igreja Católica Romana foi intituída, no século IV, ainda se cogitava sobre a inviabilidade da natureza humana de Cristo - alguns diziam que ele só tinha a natureza divina.

    Enfim, não quero me estender muito. Digo, porém, que não quero desestruturar a sua fé. Perdoe-me a franqueza, mas há mais dúvidas do que certezas.

    Cordialmente.

    ResponderExcluir
  3. Se puder, leia o artigo:

    http://ordemdotemploiluminista.blogspot.com/2008/04/pera-dos-deuses.html

    Grato.

    ResponderExcluir

Fico muuuuuuuito feliz com a iniciativa de deixar seu comentário. Aqui você pode exercer sua livre expressão e opinião: criticar, discordar, concordar, elogiar, sugerir... pode até xingar, mas, por favor, se chegar a esse ponto só aceito ofensas contra mim (Thiago Mendanha) e mais ninguém, ok? rs