27 de nov de 2008

Não há nada de novo?

Este ano está findando! E neste resquício de dias que sobram paira aquele clima tenso de transição. Recai sobre nós um ar de reflexão do que vivemos; dos erros, dos acertos, das realizações...

Sempre me sinto muito indefeso diante do ano novo que se impõe. Sinto uma certa fragilidade! É o momento de me policiar para não ficar ansioso com o que me aguarda (se me aguarda). É a transição do ano velho para o ano novo: Natal, festas, reuniões, amigos, presentes, movimentos pela caridade e fraternidade... Olhando de perto não há nada de novo. São sempre as mesmas rotinas, as mesmas idéias, ações, programas e expectativas reproduzidas como no ano que passou com um outro retoque apenas. Mas nada de novo afinal!

É a hora das igrejas começarem suas campanhas de vida "Projetando 2009" ou coisa parecida. De começarem a aproveitar a época de feedback anual das pessoas para angariar mais números em seu corpo de membros. Utilzarem-se de promessas, listinhas com alvos para o próximo ano, vigílias de oração na virada, programações e teatrinhos de Natal, confraternização e ceias. Não há nada novo debaixo do céu...

Mas, ainda sim sinto aquele frio na barriga! A expectativa do próximo ano me incomoda. Mesmo sabendo que o balanço geral só vou ter no fim do ano que vem ainda sim me sindo temeroso. Talvez seja de fato a única coisa que não é nova mas que carrega em si novidade: Esperança.

Sim, esperança! Talvez pudesse chamar de ansiedade, mas, pela natureza do que sinto prefiro chamar de esperança. É uma coisa velha, mas, traz o aguardo de novidade. Apesar do receio de que nada que tenha em mente como projeto para o ano que chega se concretize, há a esperança de tudo dê certo da melhor forma possível. Nunca planejamos que algo dê errado ou que aconteça alguma trajédia. Sempre temos as melhores da intenções, os melhores dos projetos e planos. O prevenido sempre carrega consigo um plano de reação de escape. O famoso plano B. Mas, mesmo assim, a imprevisibilidade do amanhã não nos dá tal conforto.

Tenho esperança de que vou crescer mais no ano que se aproxima. Crescer profissionalmente. Crescer espiritualmente. Amadurecer como discípulo e fazer mais diferença na vida das pessoas (diferença para melhor se possível). Tenho esperança de que não cometerei os mesmo erros que cometi. E que aprenderei com os novos erros que cometerei. Tenho esperança de vida abundante e paz. Não que não espere problemas e sofrimento. Mas, espero que tenha suficientemente a mente de Cristo e a presença do Espírito para passar por tudo isso sem comprometer meu espírito.

Tenho esperança de que Deus estará sempre comigo... E espero que eu esteja com Ele também!

Um comentário:

  1. Essa é realmente a data mais emotiva do ano...
    Mas amém Amor!!!
    Que você possa crescer em abundância...
    Esperança e fé nesse proximo ano...
    e esperanças em experiencias novas com Deus...

    Te amo mais que demais!
    =*

    ResponderExcluir

Fico muuuuuuuito feliz com a iniciativa de deixar seu comentário. Aqui você pode exercer sua livre expressão e opinião: criticar, discordar, concordar, elogiar, sugerir... pode até xingar, mas, por favor, se chegar a esse ponto só aceito ofensas contra mim (Thiago Mendanha) e mais ninguém, ok? rs