12 de dez de 2008

Seria o cristianismo, subversivo?

O cristianismo foi criado por Deus para ser apenas uma religião que traga conforto ao homem, fazendo dele apenas um participante manipulável por pregações ufanistas, vitoriosas e sem fundamentos morais e espirituais, onde não precisamos exercitar a fé, ou mesmo que a tenhamos, mas de maneira utópica e infantil conduzimos nossa vida de forma interesseira e centrada em nós mesmos;

Ou seria o cristianismo, em essência, algo que confronta as motivações humanas e das organizações, mostrando o quão podre nós somos, sem a participação em nossas vidas de maneira coletiva e única da Trindade, onde, por momentos de questionamentos e crises, sermos transformados para questionar outros homens e a própria sociedade, sobre seus valores?

Será que se agirmos assim, seremos realmente populares e bem aceitos?

fonte: Nitrogênio

Um comentário:

  1. olá.
    querido goitei da simplicidade e descrição.

    temos algo em comum.
    http://teobrasilis.blogspot.com.br

    fique na PAX.

    ResponderExcluir

Fico muuuuuuuito feliz com a iniciativa de deixar seu comentário. Aqui você pode exercer sua livre expressão e opinião: criticar, discordar, concordar, elogiar, sugerir... pode até xingar, mas, por favor, se chegar a esse ponto só aceito ofensas contra mim (Thiago Mendanha) e mais ninguém, ok? rs