24 de jan de 2009

Entrevista com William P. Young

Acho que muitos já leram A Cabana escrito por William P. Young. Quem não leu, reforço a recomendação de leitura. Foi o melhor livro que li em 2008. Taxado de herege por alguns e tido por outros como uma linda e bem elaborada exposição da natureza de Deus e seu amor por nós. A questão é que para todos os fins é uma leitura que vale a pena.

Encontrei essa entrevista realizada com o autor do livro, mas, não havia o video com legendas em português. De maneira que invoquei por ajuda para legendá-lo. Para deleite dos que não lidam bem com o inglês o Volney se prontificou a traduzir a entrevista. "Brigadão, Volney!". E eu, caríssimos leitores, me aventurei em embutir as legendas. De antemão, peço desculpas por qualquer incoveniente ou qualquer coisa que demonstre a minha inexperiência nisso.


12 comentários:

  1. Thiago, parabéns.
    A entrevista foi ótima, tradução do Volney perfeita e você deveria foi perfeito nas legendas.
    Aproveito para dizer que gostei da mudança do blog, no início não gostei muito, fiquei um pouco assutada com tanto branco rsrs
    Mas ficou ótimo. Parabéns

    ResponderExcluir
  2. Thiago, parabéns.
    A entrevista foi ótima, tradução do Volney perfeita e você foi perfeito nas legendas.
    Aproveito para dizer que gostei da mudança do blog, no início não gostei muito, fiquei um pouco assutada com tanto branco rsrs
    Mas ficou ótimo. Parabéns

    ResponderExcluir
  3. Priscila, fico muuuuito feliz por ter gostado... e por saber que não me saí tão mal assim legendando... rs

    grande abraço

    ResponderExcluir
  4. Thiago
    Seu blog e um oásis no deserto da Internet.

    Muito boa a iniciativa do vídeo e estamos todos aqui em casa ainda no impacto do livro ... excelente a iniciativa de legendar e postar.

    Deus te abençoe hoje e Sempre.

    Grande Abraço

    ResponderExcluir
  5. Também quero endossar a recomendação de leitura. Afinal, nada mais necessário que um conto como esse em dias de rigidez e insanidade teológica.

    A Cabana tem, como eu disse no blog do Volney, o maravilhoso e fantástico potencial de derrubar as inventivas ilusões dos que ambicionam dissecar Deus nos laboratórios teológicos como se disseca um rato ou uma rã nos laboratórios de Biologia. Por essa razão, não é de se estranhar que os que pretensiosamente aspiram domar o Leão da Tribo de Judá tenham feito estalar seus chicotes contra o livro e sua «herética» pretensão de nos despir da dura e rígida armadura exegética vestida por nós – e por nove dentre cada dez cristãos.

    Usando as palavras do Rev. Baggio, o livro é um verdadeiro (e amoroso) tapa na cara.

    ResponderExcluir
  6. Olá Thiago,
    gostei do seu blog. Autêntico e corajoso... Também mantenho um blog: www.escreveretransgredir.blogspot.com
    Escrevi um post sobre A Cabana lá também... Como está disponível no youtube, peço licença para publicar essa entrevista no meu blog, fazendo a devida menção da fonte. Creio que as pessoas precisam conhecer esse livro.
    Vou colocar seu blog na lista de meus indicados...
    Abraços,
    Jonathan

    ResponderExcluir
  7. esse também foi o melhor livro que li em 2008...e pretendo lê-lo novamente esse ano!

    valeu pela legenda! o/
    abraços

    ResponderExcluir
  8. A Humanidade Perfeita: Jesus,,,,,,,,
    foi muito bem compreendida por William,,,,,,,,,
    O Pai e o Espírito Santo, também.
    Até que enfim, alguém colocou a Trindade de uma maneira que Papai se expressa e o Espírito de Deus é a Vida, pois algumas vezes tive a impressão de que tratavam - se de Pessoas sem expressão alguma, tal como Mackenzie afirmou: O Pai (um chefe) Jesus (um subordinado) e o Espírito Santo (um Espírito livre).
    Pode até não ter sido com uma palavra dessas, mas a idéia que eu já fiz da Trindade era como a de Mackenzie.
    LEIAM ESTE LIVRO, RELEIAM; LEIAM PELA 3ª VEZ E MAIS UMA VEZ...MAIS, MAIS, MAIS

    ResponderExcluir
  9. Gostaria de ver a entrevista mas não abriu aki...

    ResponderExcluir
  10. Ei THIAGO estava procurando algo sobre o autor do livro A cabana, e achei essa entrevista, foi muito bom de sua parte traduzi-la.
    Muito obrigada

    ResponderExcluir
  11. O livro é excelente,recomendo a leitura,quem lê não vai se arrepender é um livro cheio de amor, ternura,partilhe com seus amigos e presentei.

    Dulce Matos

    ResponderExcluir
  12. Thiago muito obrigado por ter nos proporcionado a felicidade de achar algo sobre o autor e mais pouquinho sobre o livro, que, tenho certeza, veio acrescentar muito em nossas vidas principalmente para aqueles que acreditam e confiam em Deus!

    ResponderExcluir

Fico muuuuuuuito feliz com a iniciativa de deixar seu comentário. Aqui você pode exercer sua livre expressão e opinião: criticar, discordar, concordar, elogiar, sugerir... pode até xingar, mas, por favor, se chegar a esse ponto só aceito ofensas contra mim (Thiago Mendanha) e mais ninguém, ok? rs