11 de jan de 2009

Imagine no religion



"Crenças populares freqüentemente começam de quase nada; talvez alguém simplesmente as invente, como as histórias sobre Thor e Zeus. Mas depois de terem sido transmitidas por alguns séculos, o simples fato de serem tão antigas as faz parecer especiais. As pessoas acreditam em coisas simplesmente porque outras pessoas acreditaram nessas mesmas coisas ao longo dos séculos. Isso é tradição.

O problema com a tradição é que, independentemente de há quanto tempo a história tenha sido inventada, ela continua exatamente tão verdadeira ou falsa quanto a história original. Se você inventar uma história que não seja verdadeira, transmiti-la através de vários séculos não vai torná-la verdadeira!

A religião judaica e a mulçumana são um pouco diferentes; e há ainda diferentes tipos de judeus e mulçumanos. Pessoas que acreditam em coisas um pouco diferentes umas das outras vão à guerra por causa destas discordâncias. Então você talvez imagine que eles têm boas razões - provas - para acreditar naquilo que acreditam. Mas, na realidade, suas diferentes crenças são inteiramente decorrentes de tradições."

(Carta de Richard Dawkins a sua filha Juliet - entregue a ela quando ela tinha 10 anos de idade)

É triste que coisas que até uma criança pode compreender não sejam compreendidas por milhares de pessoas.

Juliana Dacoregio no Heresia Loira

Um comentário:

  1. Tiago, entendo seu raciocínio em transcrever aqui esse texto e compartilho desse raciocínio contigo. Mas me permite um alerta?

    Nas entrelinhas do texto há uma conotação de ateísmo que eu logo notei conforme ia lendo. Se sabemos separar as coisas, aproveitamos a parte boa, mas a parte ruim continua lá do mesmo jeito. Esse texto é uma citação do texto de um evolucionista. Citação feita por uma atéia que gosta de zombar de Deus em seu blog. Nada tenho contra tais pessoas, mas não posso concordar com suas idéias de negação e escárnio a Deus.

    Pense a respeito, irmão. Abraço.

    ResponderExcluir

Fico muuuuuuuito feliz com a iniciativa de deixar seu comentário. Aqui você pode exercer sua livre expressão e opinião: criticar, discordar, concordar, elogiar, sugerir... pode até xingar, mas, por favor, se chegar a esse ponto só aceito ofensas contra mim (Thiago Mendanha) e mais ninguém, ok? rs