9 de fev de 2009

Sobre Deus...


DEUS É COMO UM PÁSSARO ENCANTADO que nunca se vê. Só se ouve o seu canto... Deus é uma suspeita do nosso coração de que o universo tem um coração que pulsa com o nosso. Suspeita... nenhuma certeza. Fujam dos que têm certezas. Olhem bem: eles trazem gaiolas nas suas mãos. Os pássaros que têm presos nas suas gaiolas são pássaros empalhados. Ídolos.

Rubem Alves em "O melhor de Rubem Alves" Nossa Cultura Editora, p.111


Ricardo Gondim [via Princess Blog]

4 comentários:

  1. Esta não é uma resposta padronizada, nem clichê (embora para muitos seja), nem simplista e eu também não me arrogo a presunção de saber as respostas, mas falo da minha experiência pessoal:
    Li que o texto é de Rubens Alves. Desconheço o pensamento dele a respeito de Deus e das coisas espirituais, embora o texto revele pensamentos imersos em dúvida. Realmente, às vezes, parece que Deus some e ficamos mergulhados nesta ausência da certeza de que Ele seja real, mas isto não é duradouro e nem determinante como um dogma. É uma pena que o autor considere a certeza e a consciência viva de Sua presença e existência como uma "gaiola" (se é que eu entendi bem).
    Mas ao ler o nome de Ricardo Gondim presumo que ele se identifique com o texto. É bem típico dele e, apesar de todos passarmos por este sentimento, parece que ele faz questão de experimentar e dar continuidade a sua melancolia. É o primeiro cristão "Emo" que conheço.
    Mas quanto a ser tomado pelas dúvidas e fazer delas uma tempestade crônica, ainda acho que a maioria dos escritores cristãos, e que são constantemente oprimido por suas dúvidas, deveriam ser batizados por um tal de Espírito Santo. Isto faz uma grande diferença e faz com que muitas dúvidas desapareçam. Torna Deus mais "real".

    ResponderExcluir
  2. "A dúvida é o preço da pureza."
    Infinita Higway - H.G.

    "As nossas convicções são cárceres". F. Nietzsche


    Já ouviu falar nisso??

    ResponderExcluir
  3. Pr. Julio,

    "cristão emo" foi de me fazer chorar de tanto rir... rs

    Com certeza, a alegria deve ser um quesito básico na vida de um cristão... embora não acho q tenha q ser um quesito ininterrupto e muitas vezes sustentado por hipocrisia ou dissimulação, justamente porque esse é um quesito básico de um cristão. Mas, melancolia demais também é um exagero... e o problema está sempre nos excessos!

    Mas, respeito o momento do Gondim... mesmo que tarde em passar, é o momento, experiência e vivência dele com sua fé, com Deus, com o mundo... abstrai-se e aprendemos muito com isso.

    Creio q a dúvida é a matéria-prima da fé... mas, que não pode substitui-la nem ser superestimada! É apenas impulsionante, catalizadora e delineante no tocante a fé! Nunca deve ser o princípio básico de uma espiritualidade!

    Torno a dizer, são os excessos o problema... dúvida demais? Algo está errado... Fé (cega e ignorante) demais? Algo também está errado...

    Abraços...

    ResponderExcluir
  4. Fui um pouco radical com o "irmao" ai em cima...
    Realmente Thiago...

    Seria mais fácil de compreender se fosse dito:
    ...Fé Cega e pé Atrás...

    ResponderExcluir

Fico muuuuuuuito feliz com a iniciativa de deixar seu comentário. Aqui você pode exercer sua livre expressão e opinião: criticar, discordar, concordar, elogiar, sugerir... pode até xingar, mas, por favor, se chegar a esse ponto só aceito ofensas contra mim (Thiago Mendanha) e mais ninguém, ok? rs