27 de mar de 2009

Para que tudo isso?


A história de hoje começa em um jantar (não isso não é um conto). Ontem participei de um jantar fino aqui em Belo Horizonte, aonde só tinha a nata(tirando eu), entrei meio de gaiato(minha mãe foi convidada e me chamou para acompanhá-la). Preocupei em não dá vexame, fiquei na panelinha evangélica(minha amada mãe é pastora), conversa chata vai, conversa chata vem e eis que surge um assunto de um helicóptero. Pensei: “Opa, isso me interessa!”.

Falavam de um tal cantor Lázaro, aeroporto, terreno e helicóptero. Não conhecia a figura, mas pela conversa ele era uma celebridade. Sinceramente, eu vivo nesse meio cristão(por questões familiares), porém eu não curto música gospel, existem até umas boas músicas, no entanto não é meu estilo(se eu tiver algum).

O assunto era um pedido de uma Igreja X que iria trazer o cantor Lázaro(novo xodó gospel) no aniversário da congregação e estava pedindo a Igreja Y para ceder o espaço do terreno para o pouso de um helicóptero, para levar o tão badalado cantor ao aeroporto por imediato depois do showzinho, para não perder o avião, pois tinha outro compromisso em outro estado(eu não lembro qual estado era).

Conheci algumas figuras famosas, até mais que o referido cantor, Baby do Brasil(Essa é bizarra mesmo), Arlindo Barreto(um dos 100 bozos do SBT), Martha Anders(ex-atriz e eleita uma das mais belas do Brasil nos anos 60 e 70, hoje ta um bagaço), etc., porém nenhuma delas exigiu um helicóptero de “fuga”.

Depois que ouvi aquilo eu me perguntei: “Para que isso tudo?”. Olha o quanto de dinheiro essa Igreja X está gastando para trazer esse Lázaro por apenas três horas. Isso é necessário no meio cristão, aonde a maior virtude é dar a quem precisa?

As igrejas estão se desviando da mensagem central do evangelho, que talvez não seja a pessoa de Cristo, mas sim o sacrifício que fizera para seus semelhantes. Sacrifício esse que as igrejas estão deixando de lado para seguir um caminho mais cômodo. Afinal de contas, não estamos aqui para ajudar uns aos outros?

Além do mais, precisamos cobrar para adorar a Deus? Precisamos fazer disso um mercado? E o sacrifício, aonde fica?

Porque estamos centrados nas pessoas e não nos preceitos cristãos? A cada dia esse meio vem me decepcionando mais, o clero está enriquecendo, enquanto os plebeus desse nobre reinado estão à margem da “prosperidade” divina.

p.s: Minha mãe nunca pegou um centavo pelo tempo disposto a Deus, isso me orgulha e muito.

Bruno Vox no Lion of Zion

P.S.: Eu também não consigo engolir o "Mercado Gospel" por ferir tudo o que deveria representar a manifestação de Cristo entre os homens. Não, não acho errado você ganhar dinheiro cantando músicas com letras "religiosas"... o problema é fazer isso soar como um "MINISTÉRIO", como algo "NOBRE" e "ESPIRITUAL". O U2 para mim exala muito mais Cristianismo do que os "ministros de louvor" gospel.

Não, aqui em Anápolis estão espalhados cartazes de um show gospel com um tal de Regis Danese e uma tal de Damares. O que me chamou a atenção é que o tal do Danese está destacado no cartaz com uma foto maior e ao lado, um pouco embaixo, a foto menorzinha da tal de Damares (de longe não dá pra ver quem é).

Agora me diz... posso ter perdido algum detalhe quando li os Evangelhos, mas, tenho a ligeira impressão que todos nós (que fazemos parte da Igreja) somos nivelados em Cristo! Que não há ninguém maior ou melhor que outro. Tive a impressão também que a lógica que Jesus ensina é diferente da lógica do resto do mundo. Quem quer ser grande, seja esse o menor... o que serve!

Humm, bom! Se for assim, então o destaque do cartaz é a Damares, né?!

5 comentários:

  1. Contradições... esse é o mundo atual... todos iguais, porém diferentes

    ResponderExcluir
  2. Me lembrei do trecho da música chamada Superman da banda Fruto Sagrado:

    "Eu sou diferente, igual a todo mundo. Sem Você não sou ninguém"

    =)

    ResponderExcluir
  3. Olá, prezado irmão... Gostei muito...
    Estou te "linkando" no meu blog.
    Ficarei muito honrado se me "linkar" por aqui também...
    Deus continue te abençoando.
    Alessandro Cristian
    www.alessandrocristian.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Thiago já era tempo de levar seu banner pro meu blog e estou levando.

    Eu gostei desse texto do mano Vox, reflete a verdade e deixa essa crítica no ar.

    Abraço.
    Inté!

    ResponderExcluir

Fico muuuuuuuito feliz com a iniciativa de deixar seu comentário. Aqui você pode exercer sua livre expressão e opinião: criticar, discordar, concordar, elogiar, sugerir... pode até xingar, mas, por favor, se chegar a esse ponto só aceito ofensas contra mim (Thiago Mendanha) e mais ninguém, ok? rs