8 de mar de 2009

Sem camadas de poder


A única hierarquia pra igreja cristã que tem na Bíblia é:

Deus/Jesus/Espíritos Santo
Apóstolos
Ensino dos Apóstolos

O resto é tudo discípulos com funções diferentes… um pastor ou presbítero não é superior hierarquicamente em nada a nenhum outro cristão, ele é apenas mais um servo com uma função específica de cuidar do rebanho de Cristo (o verdadeiro dono)… Os pastores ou presbíteros ou bispos ou diáconos (palavras usadas pra designar serviço e nunca hiearquia) tem a função de cuidar e servir a igreja do Senhor…

Lembrando o que nosso Senhor falou: quem quiser ser o maior entre vocês, que seja servo dos outros.

mas parece que muitos “pastores” esqueceram essa verdade.

Comentário de Kleber no Solomon1.

Não consigo encontrar hierarquia no mistério da natureza de Deus. Se considerarmos a Trindade uma concepção próxima da realidade da pessoa do Criador, não podemos afirmar que uma das três pessoas, que consideramos totalmente distintas e uma só, exerce maior autoridade. Muito menos que uma delas seja a mais subordinada dentre as três.

A Bíblia não deixa transparecer esse tipo de estrutura hierárquica na relação de Deus com Deus. Uma conversa fictícia entre Deus e Mack no romance de William P. Young, A cabana, expressa com precisão o que quero dizer com a inexistência do conceito de hierarquia em Deus:

- Mackenzie, não existe conceito de autoridade superior entre nós, apenas de unidade. Estamos num círculo de relacionamento e não numa cadeia de comando. O que você está vendo aqui é um relacionamento sem qualquer camada de poder. Não precisamos exercer poder um sobre o outro porque sempre estamos procurando o melhor. A hierarquia não faria sentido entre nós. Na verdade, isso é um problema de vocês, não nosso.
- Verdade? Como assim?
- O humanos estão tão perdidos e estragados que para vocês é quase incompreensível que as pessoas possam trabalhar ou viver juntas sem que alguém esteja no comando.
- Mas qualquer intituição humana, desde as políticas até as empresariais, até mesmo o casamento, é governada por esse tipo de pensamento. É a trama do nosso tecido social - declarou Mack.
- Que desperdício! - disse Papai, pegando o prato vazio e indo para a cozinha.
- Esse é um dos motivos pelos quais é tão difícil para vocês experimentar o verdadeiro relacionamento - acrescentou Jesus. - Assim que montam uma hierarquia, vocês precisam de regras para protegê-la e administrá-la, e então precisam de leis e da aplicação das leis, e acabam criando algum tipo de cadeia de comando que destrói o relacionamento, em vez de promovê-lo. Raramente vocês acabam perdendo a maravilha do relacionamento que nós pretendemos para vocês.
- Bom - disse Mack com sarcasmo, recostando-se na cadeira. - Certamente parece que nos adaptamos muito bem a isso.
Sarayu foi rápida em responder:
- Não confunda adaptação com intenção, ou sedução com realidade.
- Então... ah, por favor, poderia me passar mais um pouco dessa verdura? ... Então nós fomos seduzidos por essa preocupação com a autoridade?
- De certo modo, sim! - respondeu Papai, passando o prato de verduras para Mack com uma certa relutância. - Só estou cuidando de você, filho.
Sarayu continuou:
- Quando vocês escolhem a independência nos relacionamentos tornam-se perigosos uns para os outros. As pessoas se tornam objetos a serem manipulados ou adminstrados para a felicidade de alguém. A autoridade, como vocês geralmente pensam nela, é meramente a desculpa que o forte usa para fazer com que os outros se sujeitem ao que ele quer.
- Ela não é útil para impedir que as pessoas lutem interminavelmente ou se machuquem?
- Às vezes. Mas num mundo egoísta também é usada para infligir grandes danos.
- Mas vocês não a usam para conter o mal?
- Nós respeitamos cuidadosamente as suas escolhas e por isso trabalhamos dentro do seus sistemas, ao mesmo tempo que procuramos libertá-los deles - continuou Papai. - A Criação foi levada por um caminho muito diferente daquele que desejávamos. Em seu mundo, o valor do indivíduo é constantemente medido em comparação com a sobrevivência do sistema, seja ele político, econômico, social ou religioso; na verdade, de qualquer sistema. Primeiro uma pessoa, depois uma poucas e finalmente muitas são facilmente sacrificadas pelo bem e pela permanência do sistema. De uma forma ou de outra, isso está por trás de cada luta pelo poder, de cada preconceito, de cada guerra e de cada abuso de relacionamento. A "vontade de poder e independência" se tornou tão disseminada que agora é considerada normal.
- E não é?
- É o paradigma humano - acrescentou Papai, após retornar com mais comida. - É como água para os peixes, tão natural que permanece sem ser vista e questionada. É a matriz, uma trama diabólica em que vocês estão presos sem esperança, mesmo que completamente inconscientes da sua existência.
Jesus continuou:
- Como glória máxima da Criação, vocês foram feitos à nossa imagem. Se realmente tivessem aprendido a considerar que as preocupações dos outros têm tanto valor quanto as suas, não haveria necessidade de hierarquia.
Mack se recostou na cadeira, perplexo com as implicações do que ouvia.
- Então vocês estão me dizendo que sempre nós, humanos, usamos o poder para nos proteger...
- Estão cedendo à matriz e não a nós - terminou Jesus.
- E agora - exclamou Sarayu - completamos o círculo, voltando a uma das minhas declarações inciais: vocês, humanos, estão tão perdidos e estragados que não conseguem compreender um relacionamento sem hierarquia. Por isso acham que Deus se relaciona dentro de uma hierarquia, tal como vocês. Mas não somos assim.
- E como podemos mudar isso? Se abrirmos mão do poder e da hierarquia, as pessoas simplesmente vão nos usar.
- Provavelmente sim. Mas não estamos pedindo que faça isso com os outros, Mack. Pedimos que faça conosco. Este é o único lugar onde isso pode começar. Não vamos usar você.

A cabana de William P. Young, p. 111, 112,113 e 114

3 comentários:

  1. Cada dia estou mais convicto de que Deus ainda opera através de nós, humildes homens e que ele continua falando através de nós, mulas sem cabresto.
    Acabo de chegar de um culto - diz-se espetáculo - onde tive a impressão de estar num sinédrio onde um diácono - diz-se encarregado pelos fiéis a mando do Pastor - debateu comigo em relação a submissão e com aquilo ainda na cabeça, sentei em frente ao meu computador para fazer como de costume, conferir as novidades do Mendanha no Rss.
    Enfim, encontrei a resposta para minhas angústias.
    Glória a Deus porque ganhei meu dia, se não ouvi QUASE nada que presta na Igreja, leio algo super edificante por aqui.
    E como os fariseus gostam sempre de nos intitular: REBELDES !

    Fico feliz por participar com Jesus desse grupo seleto de pessoas.

    Aleluias !

    ResponderExcluir
  2. Cara, não sabe o quanto fico feliz em ler seu comentário e ver que foi edificado, e que pude te servir através deste espaço na internet! É realmente muuuito gratificante e me impulsiona a compartilhar mais ainda das coisas que aprendo, experimento, erro e sinto... na esperança de que possa alcançar pessoas que passam por situações semelhantes!

    O Espírito é um só de fato... Glória a Deus por isso!

    Abraço, brother... Fica na Graça!

    ResponderExcluir
  3. Olá Thiago

    estou a pensar aqui com meus botões, o ser humano tem uma necessidade de poder, que não se explica. e cada dia que passa me sinto descrente de tudo o que vejo rolar dentro das igrejas, da hipocrisia que rola lá do púpito e chega entre os bancos. uma politicagem sem tamanho. gente querendo ser o proprio DEUS pode?
    mas é sempre um oasis chegar aqui e ler textos que me direcionam a um Deus que insistem em me dizer que nao existe, o Deus que fnfiam goela abaixo é tão feio e vingativo que nao sei se quero ele em minha vida não, tô precisando de solução e não mais um problema ou conta pra pagar todo mês. um Deus que Barganha suas bençao com dizimos e ofertas, não é o que eu conheci....

    mas voltando ao topico
    este e um dos meus trechos preferidos da CABANA

    um abraço

    Creuza Moura

    ResponderExcluir

Fico muuuuuuuito feliz com a iniciativa de deixar seu comentário. Aqui você pode exercer sua livre expressão e opinião: criticar, discordar, concordar, elogiar, sugerir... pode até xingar, mas, por favor, se chegar a esse ponto só aceito ofensas contra mim (Thiago Mendanha) e mais ninguém, ok? rs